Próximo Sumário Fale conosco! OpenBASE! o Banco de Dados inteligente!

Administração de Bancos de Dados OpenBASE

Introdução

Dois grandes grupos de módulos compõem o OpenBASE: módulos básicos e módulos adicionais.

Os módulos básicos OpenBASE são integrados por três sistemas:

  1. Sistema de Definição de Banco de Dados (SDBD)
  2. Rotinas de Manipulação de Banco de Dados (RMBD)
  3. Sistema de Utilitários (SUBD)

Sistema de Definição de Banco de Dados

O Sistema de Definição de Banco de Dados (SDBD), denominado DEFINE, processa a descrição de um Banco de Dados (ESQUEMA) gerada através da sua Linguagem de Definição de Banco de Dados (LDBD).

Linguagem baseada no Modelo de Entidades e Relacionamentos (MER), disponibilizando a seus usuários um nível de detalhamento do Banco de Dados bastante amplo.

Através do DEFINE o Banco de Dados pode ser criado ou modificado.

Rotinas de Manipulação de Banco de Dados

As Rotinas de Manipulação de Banco de Dados (RMBD) compõem o núcleo do OpenBASE. O OpenBASE realiza suas funções através delas, porem, a nível interno, essas rotinas acessam outras rotinas responsáveis pelo método de acesso do OpenBASE.

Todos os programas que constituem as formas possíveis de acessar um Banco de Dados, utilizam as RMDB. Para o usuário, a utilização da RMDB e totalmente transparente, a não ser que sejam utilizadas em programas do usuário, escritos em Linguagens Hospedeiras (COBOL, C, ..., FORTRAN).

Para a utilização das RMBD em programas escritos em Linguagens Hospedeiras, o OpenBASE disponibiliza a biblioteca onde estão catalogadas as Rotinas (BDLIB), as quais estão disponíveis para uso irrestrito do usuário.

Sistema de Utilitários

O Sistema de Utilitários (SUBD) é um conjunto de programas voltados para a administração de Banco de Dados, os quais permitem:

Os módulos adicionais OpenBASE são integrados por três sistemas:

  1. Sistema Interativo de Consulta e Atualização
  2. Linguagem Estruturada de Consulta (SQL)
  3. Linguagens de programação

Cada um desses componentes adicionais do OpenBASE possui seu próprio manual de documentação.

Sistema Interativo de Consulta e Atualização

O Sistema Interativo de Consulta e Atualização é um programa chamado GERAL, o qual oferece aos usuários uma interface interativa, bastante amigável, para consultas e atualizações em um Banco de Dados.

Possui linguagem não procedural, permitindo a utilização de telas de manipulação de dados e menus de opções. Como recurso adicional, dispõe de um poderoso gerador de relatórios.

Consulte nosso manual do software GERAL para obter maiores detalhes.

Linguagem Estruturada de Consulta

O Linguagem Estruturada de Consulta (SQL) baseia-se num ambiente chamado SQL OPENBASE (Tecnocoop SQL), o qual implementa todos os recursos disponíveis da SQL ANSI sob o OpenBASE. Consulte nosso manual do SQL OPENBASE para obter maiores detalhes.

Linguagens de programação

As linguagens de programação da família OpenBASE se chamam OPUS e OpusWin , constituindo-se em poderosas ferramentas de programação de alto nível baseadas no dialeto Xbase com importantes extensões.

No que diz respeito aos comandos de manipulação de Banco de Dados, as linguagens OPUS e OpusWin oferecem ferramentas muito mais poderosas e de grande performance, pois estão plenamente integradas ao ambiente e estrutura do sistemas OpenBASE.

Um programa escrito em OPUS ou OpusWin, quando submetido ao processo de compilação, é traduzido para a linguagem C, para então ser efetivamente compilado. Este processo oferece total portabilidade e alta performance nas aplicações, além de permitir que o usuário possa agregar ao programa (no mesmo fonte e sem restrições), comandos da linguagem C.

Próximo Sumário Fale conosco! OpenBASE! o Banco de Dados inteligente!