OpenBASE! o Banco de Dados Inteligente  Anterior  Sumário  Fale conosco!  Próximo

Esquema Criptografado

Propósito

Compilar um esquema criptografado, evitando que o esquema de um banco de dados OpenBASE possa ser visualizado pelo usuário, proporcionando maior segurança e restrições de acesso aos bancos de dados.

Sintaxe

define –x <chave> <nome do esquema criptografado>

Argumentos

-x <chave>    Chave é senha utilizada na criptografia do esquema.

Utilização

Visando melhorar o controle de acesso a um esquema de um banco de dados OpenBASE, foi feito uma opção de compilação de um esquema criptografado, gerado a partir da função ENCRYPT da Opus, conforme exemplo abaixo.

Exemplos

O exemplo a seguir, é um programa em Opus, que faz a criptografia de um esquema.

Este programa recebe como parâmetros, o esquema do banco sem ser criptografado, o esquema do banco a ser criptografado e uma senha de criptografia.

prog criptografia

parameters esqnor, esqcri, chave

private dynamic var1

private dynamic var2

x = memoread (esqnor, var1)    && Carrega na variável var1 conteúdo de esqnor

l = len (var1) 

do while l %8 < > 0  && o tamanho da cadeia criptografada deve ser multiplo de oito

  var1 = var1 + "  "

  ++l

enddo

var2= encrypt (var1,chave,1) && função que criptografa a cadeia, var1,utilizando x 

* a senha chave, e atribuindo o resultado a variável var2.

x= memowrit (esqcri, var2)    && grava no esquema criptografado esqcri, o 

* conteúdo de var2 já criptografado pela função encrypt

Após compilar o programa acima, deve-se executar o comando:

criptografia esqnor esqcri, abc.

Onde:

define –x abc esqcri

Compila um esquema criptografado (esqcri)

Criptografa

Programa executável que faz a criptografia.

Esqnor

Nome do esquema normal, sem ser criptografado.

Esqcri

Nome do esquema a ser criptografado.

Abc

Senha a ser utilizada na criptografia.

OpenBASE! o Banco de Dados Inteligente Anterior Sumário Fale conosco! Próximo