Anterior Sumário Próximo OpenBASE! o Banco de Dados inteligente. Fale conosco!

DATAJOIN

Propósito

Permite abrir mais de um banco para uma mesma aplicação.

Sintaxe

DATAJOIN <nome> <codigo> [<nivel> | *] <modo>

Argumentos

<nome>

representa o nome do banco de dados.

<codigo>

representa o código de segurança definido para o banco de dados.

<nivel>

representa a palavra de nível de acesso as informações dos itens do banco de dados.

* representa a palavra de nível correspondente ao BDCNFG.

<modo>

representa o modo de abertura do banco de dados .

Utilização

Indica que um outro banco será aberto e seu dicionário será incorporado ao dicionário do banco aberto com o comando DATABASE. Todos os arquivos tipo "E" são mudados para "T" e os de tipo "R" são mudados para "C", isto é, este outro banco não pode ser atualizado, somente consultado.

O nome do banco deve ter no máximo 12 caracteres e pode ser passado um percurso para este banco. Neste caso, não deve ultrapassar 40 caracteres.

Caso não se passe o percurso o comando DATAJOIN procura o banco de dados no diretório indicado no arquivo ".tscnfg" no diretório HOME do usuário ou no diretório padrão para banco de dados (/usr/tsgbd/tsdic/).

O código de segurança deve ser o mesmo definido no banco de dados para que seja possível a sua abertura. Isto serve para que somente pessoas autorizadas utilizem as informações contidas no banco de dados.

O nível de acesso (<nível>) é uma outra forma de proteção às informações de um banco de dados, pois permite a definição de níveis de privacidade para os itens do banco de dados. Além disso, a palavra de nível não precisa ser definida no programa-fonte; pode-se especificar um "*" (asterisco) no local destinado a palavra de nível no comando DATAJOIN. Com isso, o programa abrirá o banco de dados com a palavra de nível definida pelo utilitário BDCNFG.

O modo de abertura também é uma forma de proteger as informações de um banco de dados. Existem três modos de abertura:

Os utilitários do OpenBASE abrem o banco de dados com modo de abertura igual a 3 evitando concorrência com outros usuários.

Outras maneiras de se abrir um banco de dados OpenBASE se faz através das variáveis do sistema OPUS :

NAME determina o nome de um banco de dados a ser aberto. Útil quando se tem bancos de dados com mesma estrutura, por exemplo, folhas de pagamento de diferentes empresas.

SECURITY determina o código de segurança para um banco de dados. Útil quando se deseja que somente pessoas autorizadas utilizem o sistema. Funciona como uma password para o banco de dados.

LEVEL determina o nível de privacidade das informações. Útil quando se deseja que somente pessoas autorizadas leiam ou atualizem as informações do banco de dados ,por exemplo, o item salário somente alguns podem atualizar.

MODE determina o modo de abertura para um banco de dados.

Estas variáveis são verificadas em tempo de execução e caso ocorra uma incoerência entre os valores passados e os definidos no banco de dados a função DBERR( ) retornará um valor diferente de 0 (zero).

Exemplo

O exemplo a seguir mostra como abrir um banco de dados OpenBASE no diretório padrão para o sistema utilizando o comando DATAJOIN.

 .

 .

 .

DATABASE bdemp 33 a 2

DATAJOIN def 1 a 2

USE ... (Qualquer arquivo dos 2 bancos) 

 .

 .

 .

Consulte

$NODATABASE, DATABASE, SET MESSAGE, USE, DBERR( ) e DBMENS( ).

Anterior Sumário Próximo OpenBASE! o Banco de Dados inteligente. Fale conosco!